José Augusto Mourão
(1947-2011)

Evocação de Frei José Augusto Mourão

Nunca gostei da ideia de viver sozinho
Entrevista de Maria João Seixas
O frade que trouxe a semiótica para Portugal
Por António Marujo
A presença de José Augusto Mourão
Por Maria Estela Guedes

O vazio verde. Por J. Tolentino Mendonça

Cerimónias fúnebres em Lisboa

 

O tom apocalíptico em José Saramago e Eduíno de Jesus

2011

Testemunhar do esquecimento, texto de agradecimento pela homenagem

«Dominicanos em Portugal» em Homenagem a José Augusto Mourão, op

Três poemas de O Nome e a Forma

Do visível ao invisto

O Nome e a Forma

Requiescant in pacem

Ciência e religião: encontros e desencontros

Este é o jardim que a ausência permite

Veni foras

José, o obscuro

2009
Sabores Judaicos
O mártir inocente
O baptismo como imitação de Cristo
2008
Natal 2007. Cur homo?

A desmaterialização do corpo na
concepção pós-moderna da hipernarrativa

Vigiar
Luz desarmada
2007
CIBERCULTURA

AS DUAS CULTURAS:
O CRUZAMENTO DOS SABERES (IN)SUSTENTÁVEIS
SEXO, TEXTO E CORPO VIRTUAL
SURREALISMO E TECNOSSURREALIDADE: ROTAS CONVERGENTES?
O MUNDO DAS REDES: A EUFORIA RIZOMÁTICA
HIBRIDISMO E SEMIÓTICA - OS QUASI-OBJECTOS
A MÁSCARA DOS OBJECTOS
O CAOS CULTURAL DA MUNDIALIZAÇÃO
COM E. GUEDES - COMO CONVIVER COM UM HÍBRIDO NO CIBERESPAÇO?  
HYBRIDIZATION AND LITERATURE
DO TECNOPARAÍSO AO INFERNO DA eXISTENz
A CRIAÇÃO ASSISTIDA POR COMPUTADOR : A CIBERLITERATURA
PARA UMA POÉTICA DO HIPERTEXTO (LIVRO)                 
FUNAMBULISMOS: A NARRATIVA E AS FORMAS DE VIDA TECNOLÓGICAS
INTERCULTURALITÉ ET MONDIALISATION:
LA TEXTUALITÉ DANS LA PRATIQUE DE L'HYPERFICTION (1-4)

LITERATURA/ALQUIMIA

MODULAÇÕES SOBRE UMA OBRA
MARIA GABRIELA LLANSOL
MARIA GABRIELA LLANSOL
ALQUIMIA ONLINE
ADÉLIA PRADO : POÉTICAS OU A ALEGRIA DA ESCRITA
O MODO QUE TÊM AS MULHERES DE FALAR DE DEUS
MARIA DE MAGDALA:
dilecta dilectrix Christ  
PONTUAÇÕES EM TORNO DOS LIVROS DE ANTÓNIO BARAHONA
TREZE NOTAS SOBRE "CANTO INICIAL", DE FERNANDO BOTTO SEMEDO
DECLINAÇÕES
Em torno de um poema de Eugénio de Andrade
EM TORNO DE UM TEXTO TEÓRICO DE A. RAMOS ROSA
O DISCURSO ALQUÍMICO: UM IMANENTISMO TRANSCENDENTE?
ALQUIMIA ONLINE
ALQUIMIA E RELIGIÃO : NO CRUZAMENTO DO VISÍVEL E DO INVISÍVEL
MORRER E RESSUSCITAR
ANTÓNIO MORA - UMA PERSPECTIVA NATURALISTA DA RELIGIÃO

RETÓRICA/COMUNICAÇÃO

AS MÁQUINAS DE UNIFORMIZAR
O INFERNO DA INTERPRETAÇÃO - O SEGREDO DE FÁTIMA
A RETÓRICA DA CIÊNCIA NO DEBATE ACERCA DO ABORTO EM PORTUGAL
BAUDOLINO
VERDADE EPIFÂNICA, BELAS MENTIRAS (BAUDOLINO)
COMUNICAÇÃO E RELIGIÃO
NOMINA SUNT NUMINA
DA METAFÍSICA DO FLUXO À TREVA LUMINOSA: ECKHART E A TIRANIA DA IMAGEM

A DOXA DO NATURALISTA: A LITERATURA E O SUICÍDIO
DEUS NA LITERATURA
AGUSTINA E DURAS
A DOUTRINA POLÍTICA DE TOMÁS DE AQUINO (1-2)
A RELIGIÃO QUE ANDA NO AR, OU A DOR DO DIÁLOGO
A LINGUAGEM MESSIÂNICA: A PALAVRA AO FIO DO CORPO

VARIA

O VÍRUS DA METÁFORA - ENTREVISTA A J.A.M.  
META-GLOSA SOBRE A ANUNCIAÇÃO (1-2)
LUZ DESARMADA
O QUINTO EVANGELHO: A PALAVRA QUE FALTA
HOMILIAS

POESIA
O NOME E A FORMA

Natal 2008

José Augusto Mourão é Professor Associado com Agregação da Universidade Nova de Lisboa. Presidente do ISTA (Instituto S. Tomas de Aquino), Director da Revista de Comunicação e Linguagens. Rege as cadeiras de Semiótica, E-textualidades e Hiperficção e Cultura no Departamento de Ciências da Comunicação. Livros publicados: A visão de Túndalo: em torno da semiótica das Visões (INIC, Lisboa, 1988); Sujeito, Paixão e Discurso. Trabalhos de Jesus (Vega, 1996); A sedução do real. Literatura e Semiótica (Vega, 1998); Ficção Interactiva. Para uma Poética do Hipertexto (Edições Universitárias Lusófonas, 2001); O fulgor é móvel - em torno da obra de Maria Gabriela Llansol (Roma, 2004); com Eduardo Franco: A influência de Joaquim de Flora na Cultura Portuguesa e Europeia (Roma, 2005); O Mundo e os Modos da Comunicação (Minerva, 2006); com Maria Augusta Babo: Semiótica. Genealogias e Cartografias  (Minerva, 2007)iperficção. A Literatura electrónica (Vega, 2009).

 

 
 
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano