A infância de um chefe

  NICOLAU SAIÃO Escreveu, num dos órgãos de comunicação em que se expande, um dos jovens turcos do partidão que foi de Cunhal e agora…

Covid

  NICOLAU SAIÃO “Dou com muito mais certeza o nome de peste à corrupção da inteligência do que à infecção do ar que nos rodeia”…

Os viajantes sem rosto

  NICOLAU SAIÃO Viagem só há uma: só há uma viagem. De vida só uma – a semente no coração: de grão, de mulher, de…

Um Abril luminoso e livre

  NICOLAU SAIÃO   Sim, fará sentido celebrar-se o 25 de Abril. Mas a forma de celebração é que pode ser discutível.    Por mim,…

Relíquia

  NICOLAU SAIÃO Onde está o silêncio onde jaz o silêncio? Não neste braço   sujo   cortado Não neste tapete espesso   neste bloco de apontamentos onde se cruzam insultos   rimas…

O saber não ocupa lugar

  NICOLAU SAIÃO Caros leitores & confrades O estado de pandemia em que estamos mergulhados trouxe ao quotidiano, para além do necessário confinamento que só…

Em tempo de Coronavírus

NICOLAU SAIÃO Para desmascarar o vírus da beatice Há, na verdade, muitos vírus que durante demasiado tempo têm prejudicado a humanidade. Um deles é o…

A tristeza do Jagodes

NICOLAU SAIÃO Começara a chuviscar. Uma daquelas chuvinhas desagradáveis de Inverno extremenho e de pequena trovoada típica. A noitinha de Badajoz, timidamente, agarrava-se à sombra…