JOÃO GARÇÃO..
 
 
 

Dois poemas duas pinturas

Ana Maria Amorim, A Cumplicidade dos Sentidos

A "Escrava de Córdova " de Alberto S. Santos

 

POESIA
Foto de Abril

Os versos do Zé Povão

ENSAIO

Hieronymus Bosch: o pintor, o profeta, o visionário
Relance sobre um percursor medieval do surrealismo
RAUL PROENÇA, LEITOR E CRÍTICO DE FLORBELA ESPANCA
COM RAUL PROENÇA PELO ESTÔMAGO
O HOMEM POR INTEIRO -
As “Ciências Sociais” e o Sistema Educativo
SURREALISMO E LIBERDADE
A importância da transversalidade
na construção do conhecimento
Da luminosa arquitectura
Apresentação da obra "Ansiedade na profissão docente",
de Luís Picado (2006)
O Castelo dos Destinos Cruzados
- o encontro de três poetas no Alentejo (Castelo de Vide):
Francisco Bugalho, Cristovam Pavia e António Luís Moita
A importância da Arte
na construção de uma nova sociabilidade
PINTURA
Alentejo revisitado - com Nicolau Saião
Nicolau Saião & João Garção: Portalegre
Homenagem a Hieronymus Bosch
Os jardins encantados
FICÇÃO / CRÓNICA
A cidade-jardim
Uma lembrança (Desportiva)
AINDA UM DIA DAREMOS A VOLTA DE HONRA!...
O rapaz e o cão

João Garção. Poeta, pintor, ensaísta e professor. Natural de Portalegre (1968) onde fez os primeiros estudos. Foi futebolista profissional (guarda-redes) na primo-divisionária Académica de Coimbra. Licenciado em História da Arte e Mestre em História Contemporânea de Portugal (Coimbra), foi depois presidente da Direcção e é professor do Instituto Superior de Ciências Educativas de Felgueiras. Poemas e textos seus integram diversas antologias poéticas e plásticas. É colaborador de importantes órgãos artísticos nacionais e internacionais e tem participado em exposições de pintura em Portugal e no estrangeiro.  Organizou a exposição internacional de mail art “O Futebol” (Coimbra).

Especialista em teoria artística e arte aplicada, proferiu conferências e publicou artigos sobre Educação, Arte, Ética e Política em jornais e revistas da especialidade. Colaborador de “Agulha”, “TriploV”, “SIBILA”, “DiVersos”, “Bicicleta”, “Jornal de Poesia”… Autor de “Os versos do Zé Povão”, de “Contos do centro do meio” e de “Raul Proença, escritor e cidadão republicano”.

Vive em Guimarães.

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano