Procurar imagens
     
Procurar textos
 

 

 

 

 


 

 

MARIA GOMES..
 
 
 
III BIENAL DE POESIA DE SILVES
POESIA
quando a noite vem - os melros - romãs de vidro

por detrás do espelho - o amor simples - o tempo dos barcos

e a erosão - a súbita seara - árvores em ferida
e a expressão - com sílabas de silêncio
esse anjo eterno - ao meio dia - que a noite vê
FOTOGRAFIA
Comboios
Fotopoema
OUTROS TEXTOS
As portas que Abril abriu

Maria Gomes nasceu em Benguela, República de Angola, em 1958. Foi professora de artes visuais e trabalhou em contabilidade após a independência daquele país. Vive em Coimbra. Tem poemas publicados no Jornal de Angola, nas antologias de Poesia 1 e 2 " Escritas" sob a edição do poeta José Félix, em outras revistas de literatura na web, e na revista de Poesia de Tradução Di Versos nº 8 de Edições Sempre-em-Pé. Participou no poema " O Estado do Mundo", poema criado no ciberespaço, no âmbito de Coimbra, Capital Nacional da Cultura 2003, a editar brevemente em livro, e participou na II e III Bienal de Poesia em Silves, em Abril de 2005 e de 2008.

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano