EUGÉNIO DE ANDRADE
NO DIA DE CAMÕES

O 10 de Junho é feriado nacional em Portugal, dia em que comemoramos Luiz Vaz de Camões e, por extensão, os nossos poetas.

Abrirmos assim, no dia de Camões, este directório dedicado a Eugénio de Andrade, um dos poetas contemporâneos mais indiscriminada e consensualmente amados. E parece mesmo que, apesar de a sua obra ser vasta e variada, todos gostamos muito de certos poemas do Eugénio, pois as selecções que podemos ver na Internet são mais ou menos a mesma. A nossa é a da Internet, não sentimos necessidade de introduzir alterações ao núcleo de ideias centrais em que tal selecção induz a leitura do autor de "As mãos e os frutos", para referir um título em que se evidencia essa temática central, que é a do natural como garantia de pureza.

TriploV, 10 de Junho de 2004

SELECÇÃO DE POEMAS DE
RUI MENDES

 
Poema à mãe (áudio) - Diseur: António Cardoso Pinto

 

Os amigos

Apenas um Corpo

Sobre Outros Lábios - Eros, Thanatos

Urgentemente

As Palavras

Adeus

Poema XVIII

As Amoras

Os Amantes Sem Dinheiro

As Palavras Interditas

Brancura

Havia Uma Palavra

Sobre As Gaivotas

Palavras em Serrúbia

UM SORRISO SAUDOSO PARA EUGÉNIO: SÉRGIO C. ANDRADE

BIO-BIBLIOGRAFIA: FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ANDRADE

 
Poemas Traduzidos
Despedida
Lo que no pude morir
 
EUGÉNIO DE ANDRADE
VERTIDO PARA CASTELHANO POR ANIBAL NUÑEZ
   
   

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano