Uma lágrima

JOAQUIM SIMÕES Uma lágrima (poema cantável com o Fado Maria Rita) Para Nicolau Saião   Uma lágrima escondida Num esconso da minha vida Deu por si na claridade Fantasmagórica fria De um sonho que eu não sabia Vir contra a sua vontade   Frágil cega apavorada Como uma flor açoitada Rolando na ventania Fez-se de …

O meu presidente

ANA MARIA COSTA  “O meu Presidente” , pastel sobre tela, 40*50, de A.fe

Amostragem

PEDRO SILVA SENA Edital  Nos termos das coisas como estes devem ser, declaramos o fim de todas as regras das quais somos a excepção.   Declaração  Um homem pode ter toda a sua fortuna no bolso – um pente, um passe de autocarro, um cartão de utente – e dispô-la em cima de um balcão …

Versos em duas línguas

JOAQUIM SIMÕES 1. Dans moi La nuit tremble Embrasse-moi Et fait jouir le vide Qui sauve mes jours   2. Le néant ça veut dire je t’aime   L’être ça veut dire je te fais rire   3. Tu te nourris de l’esprit  du vin Tu reposes comme un grain de blé Tu gardes les …

A esta hora

SUSANA BRAVO Formada em Línguas, Literaturas e Culturas LLC nas Universidades (FLUL e FCSH). Professora de Português (ERPM) O coração desagua num pranto… amor que se esgotou numa lágrima que de leve enlevo Doi a alma tanto, a alma desagua O boémio que amei, o boémio que foi morte! Sentimento amordaçado Rios que impediram, vozes que …

O Maio de 68 visto de fora

MANUEL RODRIGUES VAZ Escritor, jornalista, historiador Palestra proferida na Tertúlia À Margem, no Restaurante O Pote, em Lisboa, em 9 de Maio de 2017 Os saudosistas do Maio de 1968 veem este acontecimento como um momento memorável na história da liberdade e dos direitos humanos. O símbolo unificador dos protestos foi O Livro Vermelho de …