Javier Valdez, poeta e fotógrafo das trevas

 

ZUCA SARDAN


A tenebrosa pintura de Juan Valdez, bispo espanhol pintor do século XVI, lembrou-me instantaneamente a obra de meu amigo Javier Galvez, o poeta e fotógrafo mais maldito de todas as Espanhas, completamente esquecido até pelos próprios marginais …  (Com recursos escassíssimos fez duas edi§ôes de plaquettes do Zuca, uma balada em 5 exemplares, e desenhos eróticos em 7 exemplares… rapidamente esgotadas).

Javier é fotógrafo especializado em fotos  em preto-e-cinza escuro,  só os grandes iniciados conseguem ver qualquer coisa… fez um livro, nos idos de 1975, com um comparsa, de fotos de cemitérios…  as fotos foram tiradas à noite… sem flash !… Faz também  fotos de árvores que ele transforma – sem retoque algum – em monstros vampirescos…

Ele e sua parceira Ruth, uma poeta vigorosa, visitaram várias cidades de monumentos famosos, em que tiraram fotos de velhos bares miseráveis em subúrbios perdidos, de que Javier soube extrair o encanto secreto e inexplicável.  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxDevias

 


zuca sardan